A flor no caminho

Altere o tamanho da fonte:

Uma flor no asfalto

Uma flor na brita

Uma flor desfacelada no fogo

E transformada em cinza

(…)

No caminho não há apenas

pedras e flores mortas

Há uma flor que persiste,

que sobrevive no concreto

e em meio à brutalidade

(…)

Há uma flor que resiste, espalhando

beleza e perfume no cenário cinza

Fagulhas de esperança

Labaredas de amor

No corpo, na mente, n’alma

(…)

Água que alimenta a flor

Água que apaga o fogo

O momento é de água e fogo

Precisamos respirar para prosseguir

(…)

Esperança e fatalismo

Idealismo e circunstância

Louvores e sanções

Sonho e apocalipse

Um comentário

  • José Arnaldo R Soares escreveu:

    Olá Mariana,
    Como sempre escrevendo muito bem!
    Continue assim, nos brindando com seus pensamentos!

    Um grande beijo

    José Arnaldo

Deixe uma resposta

Seu email nunca é divulgado.Campos obrigatórios são marcados *