Projeto “Vivendo Histórias”eva literatura a idosos cegos

Altere o tamanho da fonte:

“Vivendo Histórias” é um projeto de extensão desenvolvido por alunos do curso de Biblioteconomia da UFRGS. Eles realizam contações de histórias para os moradores da Casa Lar do Cego Idoso, que fica no bairro Ruben Berta em Porto Alegre e abriga idosos que perderam a visão. São vovôs e vovós não teriam acesso à literatura se não fosse pelo trabalho voluntário dos estudantes. A maioria dos idosos perdeu a visão já com a idade adulta, ou seja, não foram alfabetizados no sistema braile.

Segundo a professora Eliane Moro, uma das coornadoras do projeto, o objetivo é trazer estímulo e desenvolvimento intelectual, moral e emocional aos idosos. O projeto acontece todos os sábados desde 2012. A professora salienta os laços de afeto que são criados. Os alunos são aguardados pelos moradores com muita expectativa durante toda a semana. São desenvolvidas atividades de contação de histórias, misturadas com elementos da música e do teatro.

Os gêneros mais pedidos são as lendas e os contos de fadas. Um dos idosos é apaixonado pelos contos de Machado de Assis. Então a cada encontro é trazido um contos diferente. Em alguns momentos ocorre inclusive uma troca de papeis, em que os idosos contam histórias aos estudantes – uma forma eficiente e descontraída de estimular a memória, a criatividade e o desenvolvimento social.

O projeto é uma atividade de extensão do curso de Biblioteconomia da UFRGS e os acadêmicos recebem créditos complementares pela participação. Estudantes de outras graduações da UFRGStambém podem participar.

Para mais informações sobre o Projeto escreva para o email vivendohistorias@yahoo.com.br./

Ou você pode entrar em contato diretamente com a Casa Lar do Cego Idoso (rua braille, 480, bairro Ruben Berta – Porto Alegre – fone 51 3340 6840). São mais de 40 idosos moradores da casa. A instituição precisa de doações de alimentos, principalmente leite, e também material de higiene pessoal. A ajuda de voluntários é sempre bem-vinda em todas as áreas.

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email nunca é divulgado.Campos obrigatórios são marcados *