Uma homenagem às mães com deficiência

Altere o tamanho da fonte:

Em homenagem ao Dia das Mães, eu gostaria de fazer uma homenagem a todas as mães, mas em especial às mães com deficiência. Eu tive a alegria de conversar com duas mães com deficiência sobre suas experiências.

A primeira é a Vítória Bernardes, que tem 28 anos, é psicóloga, cadeirante e mãe da Lara, que está com três meses. A vitória, que é mãe de primeira viagem, conta que cuidar da Lara está sendo um desafio emocionante. Ela está se sentindo uma pessoa mais completa. A maternidade trouxe um novo sentido em sua vida.

As dificuldades em termos de acessibilidade estão por toda parte, mas não são novidade em relação às dificuldades que ela já enfrentava antes de ser mãe. Faltam de rampas, espaços de circulação, calçadas bem cuidadas, transporte adaptado etc.

Agora a psicóloga passou a prestar atenção em alguns detalhes, que talvez antes passassem despercebidos. Teve muita dificuldade, por exemplo, de encontrar clínicas acessíveis para fazer os exames de ultrassom durante a gestação. Os espaços não tinham acessibilidade alguma, desde a entrada até o local de realização dos exames. Ela precisava sair da cadeira de rodas e deslocar-se para a cama do exame. O loccal era alto e não estava preparado para uma gestante cadeirante.

Outra dificuldade é com relação ao berço da filha, onde ela só consegue chegar de lado com a cadeira. Os móveis e até os carrinhos para empurrar o bebê não são pensados para uma mãe com deficiência.

Agora ela está em licença maternidade no trabalho, então pode se dedicar totalmente aos cuidados da filha. Mas já está planejando com quem deixar a menina e como irá se organizar para retornar às atividades profissionais. Uma preocupação recorrente a todas as mães nessa fase de final da licença do trabalho.

Falei ainda com a Josiane França, que tem 36 anos e também é uma pessoa muito ativa. Ela circula por vários espaços, faz academia, foi Rainha Deficiente Visual do Carnaval 2013 de Porto Alegre, está envolvida em movimentos em prol da acessibilidade para pessoas com deficiência, é dona de casa, cega e mãe de dois filhos. O Rodrigo tem 5 anos e a Gieniffer tem 13.

Josiane conta que para eles a deficiência visual da mãe é encarada com muita naturalidade. Inclusive eles a ajudam a escolher as roupas e lhe dizem as cores das coisas. É uma troca constante.

Sente falta de acessibilidade nos supermercados e lojas. Fazer compras para os filhos ainda é a maior dificuldade. Fraldas, produtos de higiene, alimentos e até brinquedos não possuem nenhuma identificação em braile, seja para a mãe ou até para a criança com deficiência visual.

Sua maior preocupação com os filhos é com relação aos estudos. Josiane é super envolvida com a educação dos dois. Está sempre na escola, conversando com os professores, perguntando sobre a dedicação e comportamento deles e cobrando boas notas. Quer que eles sejam pessoas bem qualificadas, tenham um bom futuro e cursem uma faculdade.

E se depender da sua dedicação, tenho certeza que isso vai acontecer! Infelizmente tanto a Vitória quanto a Josiane relatam que enfrentam resistência de várias pessoas por serem mães com deficiência. Algumas pessoas insinuam que elas nao poderiam cuidar dos próprios filhos. Fazem perguntas e comentários ofensivos. Parecem esquecer que o que uma criança mais precisa é de amor, dedicação e educação. Mas essa é uma realidade que , aos poucos, está sendo modificada.

Vitória, Josiane e tantas outras mães estão de parabéns. Aproveito para desejar um feliz dia das mães para todas a maes, inclusive para a minha mãe Rose.

A história da Vitória e da Josiane me emocionou muito. Um dia também espero ser mãe e compartilhar com os leitores do blog minhas experiências nesse sentido.

Um grande abraço a todos e obrigada pela leitura, comentários e parceria de

Um comentário

  • Josiane escreveu:

    Adorei amateria amada e tenho certeza que sera uma ótima mãe pois falou tudo eles precisam é ter amor. Superação é tudo.Josiane França

Deixe uma resposta

Seu email nunca é divulgado.Campos obrigatórios são marcados *