Vídeo inclusivo

Altere o tamanho da fonte:

“De Boca em Boca: um filme para todo mundo”, curta-metragem produzido pela ONG Vez da Voz. Possui áudio, legenda, tradução em Libras (Língua Brasileira de Sinais) e audiodescrição.

Além de trazer linguagens e comunicação acessível, o filme mostra situações cotidianas na vida de pessoas com deficiência.

Tocar a campainha de um prédio com interfone pode ser simples para muita gente. E se a pessoa for surda?

O trânsito em calçadas esburacadas por cadeirantes ou deficientes visuais também não é fácil. A ausência de rebaixamentos, obstáculos no caminho como sacos de lixo, pedras, galhos de árvores, orelhões, fios caídos e até carros estacionados na calçada atrapalham ou até inviabilizam a passagem.

Mas vale lembrar que não são apenas barreiras físicas e de estrutura arquitetônica que dificultam a vida da pessoa com deficiência.

Eu diria que, muitas vezes, a educação e a disponibilidade dos outros em ajudar é tão ou mais importante do que propriamente os ambientes adaptados.

O vídeo mostra ainda que não sair de perto de uma pessoa com deficiência visual sem avisá-la ou não sentar-se à mesa sem comunicá-la são pequenas atitudes que dependem apenas do bom senso das pessoas que a cercam. Simples comportamentos dos demais contribuem muito para a melhor orientação e relacionamento interpessoal do deficiente visual.

Ir ao dentista é outra atividade que pode não ser tão fácil assim quando a pessoa não enxerga ou não escuta. Nesse sentido, um dentista que saiba Libras é essencial para viabilizar a comunicação sobre questões de saúde (de extrema importância) e atender com qualidade e respeito o paciente.

O mesmo vale para outras situações de prestação de serviços, como, por exemplo, ir ao salão de beleza, restaurante, cinema, teatro, loja, supermercado, transporte.

Profissionais preparados para atender com qualidade e respeito devem existir em todas as áreas.

Vale a pena conferir o vídeo!!!

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=zJgkUFmsFWU]

 

 

Sem comentários

Deixe uma resposta

Seu email nunca é divulgado.Campos obrigatórios são marcados *