Felipe Mianes e Mariana Baierle ministram palestra “Construção Literária inclusiva” na Feira do Livro

Dentro da programação dos Colóquios de Inclusão que ocorrem na 60ª Feira do Livro de Porto Alegre está a mesa “Construção Literária Inclusiva”. O debate será ministrado por Felipe Leão Mianes e Mariana Baierle. Será no dia 15 de novembro (sábado), das 16h15min às 18h15min, na Estação de Acessibilidade.

Felipe é historiador, mestre em Educação, doutorando em Educação pela UFRGS e autor do blog www.arteficienciavisual.blogspot.com. Mariana é jornalista da TVE, mestra em Letras pela UFRGS e editora do blog www.tresgotinhas.com.br.

Na oportunidade, os dois irão abordar aspectos de suas construções literárias. Embora tenham características singulares, as narrativas de Felipe e Mariana são permeadas por vivências de mundo sob a ótica das pessoas com deficiência visual. Ambos tem menos de 20% de visão e, através da literatura, transpõe suas perspectivas, interpretações e inquietações.

Eles devem compartilhar com o público também suas experiências com produções literárias e culturais em diferentes mídias. Irão introduzir ainda a discussão sobre formatos de conteúdo acessível e os recursos de acessibilidade disponíveis.

SERVIÇO

O quê: palestra “A Construção Literária Inclusiva” dentro da programação dos Colóquis de Inclusão na 60ª Feira do Livro de Porto Alegre

Ministrantes: Felipe Mianes (doutorando em Educação pela UFRGS) e Mariana Baierle (jornalsita da TVE e mestre em Letras)

Quando: 15 de novembro (sábado)

Horário: 16h15 às 18h15

Onde: Praça da Alfândega, 60o Feira do Livro de Porto Alegre – Estação de Acessibilidade

Inscrições: gratuitas pelo email coloquiosdeinclusao@desenvolver-rs.com.br até um dia antes ou pessoalmente até 20 minutos antes (conforme lotação máxima do espaço)

Responsavelmente irresponsável

Encontrei a chave que abre as portas da fluidez dos sonhos

E pretendo não trancar mais essa porta

E nunca mais dizer não para mim mesma

(…)

Espontaneidade

Vontade

Desejo

(…)

Loucura

Fluidez

Liberdade

(…)

Há Sonhos que se sonham sonhando

Há sonhos que se sonham vivendo

(…)

A devanesia da vida acontece quando ontemanhã estão ofocos

E o foco torna-se multifoco

A vida torna-se plurileve

(…)

Sou dona das chaves que levo e das portas que tranco

Sou dona das minhas atitudes, do meu corpo e, acima de tudo, do meu ser

Quero ser eu mesma, contigo e semtigo, comigo e comigo

(…)

A vida nos surpreende,

Quero ser sempre surpreendida

E responsavelmente irresponsável

Filme “A Oeste do Fim do Mundo” terá nova sessão com audiodescrição e legendas

“Quando não se tem mais nada, pode não ser o fim, mas o recomeço.”

Argentina. Um velho posto de gasolina perdido na imensidão da antiga estrada transcontinental é o refúgio do introspectivo Leon (César Troncoso). De poucas palavras, poucos gestos e nenhum amigo, sua solidão só é quebrada por um ou outro caminhoneiro eventual que passa por ali para abastecer. Ou pelas visitas sempre bem humoradas do sarcástico Silas (Nelson Diniz), um motociclista com ares de hippie aposentado.

O tempo passa devagar nas margens da velha estrada. Até o dia em que a enigmática e inesperada chegada de Ana (Fernanda Moro) transforma radicalmente o cotidiano de Leon e Silas. Aos pés da imponente Cordilheira dos Andes, segredos que pareciam estar bem enterrados vêm à tona, reabrindo antigas feridas e mudando para sempre a vida dos protagonistas.

- Veja mais em: http://www.aoestedofimdomundo.com.br

SERVIÇO:

O QUÊ: Exibição de “A Oeste do Fim do Mundo” com audiodescrição e legendas em português, seguida de bate-papo com audiodescritora Marilaine Costa e consultores Felipe Mianes e Mariana Baierle

DATA: 15/10 (quarta-feira)

HORÁRIO: 20h

LOCAL: Auditório Barbosa Lessa do Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (Rua dos Andradas, 1223 – Centro)

Entrada Franca