Arquivo da tag: acessível

Estudantes de Design de Moda promovem desfile sensorial e inclusivo com presença de pessoas cegas

O Senso Fashion Day ocorre dia 23 de junho na ESPM-Sul

A turma do terceiro semestre do curso de Design de Moda da ESPM-Sul, coordenada pelo professor Antônio Rabadan, apresenta a sua primeira produção: o Senso Fashion Day. O evento ocorrerá no dia 23 de junho, terça-feira, a partir das 19 horas, e contará com coquetel, desfile da coleção produzida pela Co.De Moda e apresentação da empresa madrinha do curso, a marca 3 Marias.

A proposta é um desfile sensorial e inclusivo, que pretende estimular todos os sentidos, de forma a explorá-los e satisfazê-los. A equipe organizadora trará uma concepção diferenciada à produção: um desfile para cegos. Os convidados com dificuldades visuais terão um acompanhante que fará a audiodescrição de todo o evento. O Senso Fashion Day será composto de diversos elementos que prometem saciedade plena do olfato, paladar, tato, visão e audição, para que todos possam sentir a moda.

O que é SENSO?

A palavra “senso” pode definir infinitos conceitos. As estudantes de Design de Moda da ESPM-Sul a escolheram para dar sentido à um desfile sensorial, que explorasse aromas, texturas, sons e imagens e estimulasse o público a sentir a moda. Além disso, remete à concepção de inclusão e representa o propósito do evento, ou seja, tornar o show inesquecível mesmo para quem não consegue enxergar.

Saiba mais sobre a equipe

O Senso Fashion Day é organizado por uma equipe formada por quatorze estudantes do curso de Design de Moda da ESPM-Sul: Carolina Loureiro, Gabriela Reis, Juliana Ciszak, Juliana Herwig, Lízia Bueno, Luiza Roithmann, Maria Eduarda Vargas, Mariana Raugust, Mariane Meirelles, Marina Sant’Anna, Marina Storchi, Natália Moura, Stanzi Festenseifer e Victória Capaverde. As alunas recebem orientação do professor Antônio Rabadan e apoio das empresas Bia Brazil Activewear, D’AL Perfect Details, Folias Gastronômicas by Letícia Borges, Biamar, HUB ESPM, Co.De ESPM e das profissionais Alinelly Lehmen e Hanny Barcellos.

Anote na agenda:

O que? Senso Fashion Day

Quem? Estudantes do terceiro semestre do curso de Design de Moda da ESPM-Sul

Quando? Dia 23 de junho, às 22:30 horas.

Onde? No prédio B da ESPM-Sul (Rua Guilherme Schell, 350, Santo Antônio – Porto Alegre

A entrada é franca e aberta ao público.

Quanto ao som, ficará responsável pela ambientação sonora na hora do coquetel é Dj Camila Vargas. No momento do desfile, o projeto 3 Like Us Live tocará.

“A OESTE DO FIM DO MUNDO” TERÁ SESSÕES COM AUDIODESCRIÇÃO E LEGENDAS

O longa-metragem, com direção de Paulo Nascimento, estreia no dia 28 de agosto.

Produção da Accorde Filmes, o drama “A Oeste do Fim do Mundo” estreia no próximo dia 28 de agosto, em 14 praças do país. Em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Porto Alegre entrará em cartaz com uma sessão diária com audiodescrição aberta e legendas em português. Os recursos possibilitam acessibilidade tanto para pessoas com deficiência visual e baixa visão como para pessoas com deficiência auditiva, promovendo uma ação inédita de inserção cultural.

A HISTÓRIA:

Ruta 7, Argentina. Um velho posto de gasolina, perdido na imensidão da estrada transcontinental, é o refúgio do introspectivo Leon (César Troncoso). De poucas palavras, poucos gestos e nenhum amigo, sua solidão só é quebrada por um ou outro caminhoneiro eventual que passa por ali para abastecer. Ou pelas visitas sempre bem humoradas do sarcástico Silas (Nelson Diniz), um motociclista com ares de hippie aposentado.
Até o dia em que a enigmática e inesperada chegada de Ana (Fernanda Moro) transforma radicalmente o cotidiano de Leon e Silas. Aos pés da imponente Cordilheira dos Andes, segredos que pareciam estar bem enterrados vêm à tona, reabrindo antigas feridas e mudando para sempre a vida dos protagonistas.

AS SESSÕES ACESSÍVEIS:

O filme será exibido com audiodescrição e legendas no Espaço Itaú de Cinema Frei Caneca, em São Paulo, no Espaço Itaú de Cinema Botafogo, no Rio, e na Casa de Cultura Mario Quintana, em Porto Alegre, sempre na primeira sessão.
EM PORTO ALEGRE, ATÉ A PRÓXIMA QUARTA-FEIRA, SEMPRE ÀS 15H, HAVERÁ SESSÃO ACESSÍVEL NA CASA DE CULTURA MARIO QUINTANA.

ELENCO:

Cesar Troncoso
Fernanda Moro
Nelson Diniz
Alejandro Fiore
Marcos Verza
Clemente Viscaíno
Naiara Harry
Santiago Cinollo

FICHA TÉCNICA:

Produção: Accorde Filmes
Direção e Roteiro: Paulo Nascimento
Direção de Fotografia: Alexandre Berra
Direção de Arte: Voltaire Danckwardt
Produção Executiva: Marilaine Castro da Costa e Leonardo Machado
Produção Executiva Argentina: Martin Viaggio, Carla Gallas e Tomás Buchanan
Coprodução: Bufo Films e Panda Filmes
Direção de Produção: Mônica Arocha
Montagem: Marcio Papel
Música: Renato Müller

Show de lançamento gratuito do álbum “O Caminho Certo”, de Luiza Caspary traz recursos de acessibilidade como Audiodescrição e Libras

O Que: Show de lançamento do álbum “O Caminho Certo”, de Luiza Caspary:

A apresentação contará com recursos de acessibilidade (AUDIODESCRIÇÃO e LIBRAS);
• Acesso e local adequado para cadeirantes .

Quando: 01/9 – às 12h (meio-dia)

Onde: CCSP – Sala Adoniran Barbosa – Rua Vergueiro, 1000 São Paulo/Sp

Quanto: Gratuito

Realização: Prefeitura de São Paulo – Cultura. Centro Cultural São Paulo.

Apoiadores: Ver com Palavras, Tagarellas Audiodescrição, A2 Sistemas Audiovisuais, Potpourri Cultural, Estúdio UK, Folhas e Frutas.

A banda é formada pelos músicos Luciano Lobato na bateria, Leo Mereu no baixo e Gabriel von Brixen na guitarra. Terá também a participação especial do cantor Gabriel Camilo e do violoncelista Bruno Serroni.

code>

Literatura infantil acessível

Recebi a obra Sonhos do Dia, de Claudia Verneck, de presente da minha amiga Marcia Caspary. Apesar da demora para lê-lo, agora que o fiz estou radiante. A obra conta a história de uma menina que tem muitos sonhos durante a noite enquanto dorme, mas não consegue trazê-los para a realidade do dia, quando está acordada. É um convite à imaginação, à criatividade e à liberdade de sonhar, própria das crianças.

Minhas mãos percorrem as páginas lisas, de papel couchê e boa gramatura do livro. Um volume bem apresentado, extremamente colorido, com ilustrações que ocupam a totalidade das páginas e texto sobreposto aos desenhos. São muitas imagens e detalhes essenciais para a compreensão da história.

Se não fosse o CD ou o DVD com a audiodescrição, seria uma obra totalmente inacessível para crianças cegas e com baixa visão. Escutei a audiodescrição, na interpretação de Marcia Caspary e estou encantada. O roteiro é dela, da Leticia Schwartz e Mimi Aragon.

Por alguns instantes retornei à minha infância. Assim como a personagem do livro, eu também tinha muitos sonhos durante a noite e queria que fossem verdade durante o dia. Os dias às vezes eram bastante difíceis.

Eu gostava muito de ler, mas nem todos os livros não eram acessíveis para mim. As letras eram pequenas e apagadas. A poluição das cores misturadas e desenhos sobrepostos atrapalhavam ou impediam minha leitura.

Na história, a menina descobre que os sonhos da noite são possíveis também durante o dia.

A audiodescrição desse livro (e de tantos outros) é, para mim, um sonho da noite – agora possível durante o dia ou a qualquer momento da vida. É fantástico ver que a literatura infantil também está se tornando acessível, trazendo mais cores e emoções a tantas crianças que enxergam o mundo através de seus outros sentidos.

Parabéns a todos que estão ajudando a transformar a literatura infantil e a cultura de modo geral em uma realidade possível, viável e, acima de tudo, emocionante dentro da realidade de tanta gente que vibra, ri, chora e se diverte com a audiodescrição!