Os pequenos grandes momentos de 2012

Altere o tamanho da fonte:

Alguns pequenos, mas grandes momentos merecem ser relembrados no ano de 2012. E gostaria de dividi-los com os amigos e leitores do Blog Três Gotinhas. Não vou falar aqui sobre grandes conquistas, que também ocorreram (como concluir o mestrado, começar num novo trabalho etc), mas sobre os simples acontecimentos do dia a dia. Coisas que poderiam passar despercebidas, mas que faço questão de registrar e valorizar, Coisas que, para mim, não passaram em vão.

Em 2012, além de ter a alegria de ser chamada de professora pela primeira vez (profissão que eu admiro imensamente desde criança), tive a satisfação de receber dos meus alunos O PRIMEIRO CARTÃO EM FONTES AMPLIADAS DA MINHA VIDA.

Ao término do curso de extensão “Educação, Cultura e Acessibilidade” (na Faculdade de Educação da UFRGS) os alunos presentearam eu e o Felipe Mianes (que coordenou o curso comigo) com chocolates e um cartão gigante para cada um. O cartão, em fontes grandes, foi assinado com canetinha hidrocor preta por toda a turma.

Pode parecer algo singelo, mas para mim não foi. Ninguém nunca tinha tido essa ideia de me entregar um cartão tão lindo e personalizado. Sei que foi feito realmente para mim, pois tinha fontes grandes e eu pude ler sem lupa, sem ter que fazer um grande esforço. É maravilhoso me sentir respeitada em minhas individualidades. Às vezes estou tão acostumada a “me adaptar ao mundo” que fico impressionada quando ocorre o contrário (e as minhas necessidades são respeitadas).

Por isso, esse é um cartão cheio de significado para mim. É o símbolo de uma conquista de um mundo com um pouco mais de respeito.. Um cartão que será guardado com carinho por toda a minha vida. Além de uma demonstração de afeto, os alunos mostraram que, mais do que discutir acessibilidade, eles já sabem colocá-la em prática.

Ao digitar essas palavras, com os olhos marejados, lembro como fiquei triste com o último dia de aula. Eu, que sempre fui ansiosa e quis que as coisas terminassem rápido devido à minha falta de paciência, tive o gosto amargo de ter de dizer tchau antes da hora desejada. Eu queria que o curso durasse mais alguns semestres. A riqueza de valores das pessoas, a troca de experiências e o talento de cada um foram gratificantes.

Fico feliz ao ler, após o término das aulas, as palavras calorosas e a demonstração de saudades dos alunos no Facebook e também no blog da Vanessa Dagostim – aluna que organizou a entrega dos cartões. Vale a pena conferir: http://www.vendovozes.com/2012/12/curso-educacao-cultura-e-acessibilidade.html

Ler essas palavras me dá a certeza de que é nessa linha que quero continuar seguindo. Que eu ainda tenho muito a aprender com novas e novas turmas que virão. Uma etapa que foi concluída com o fim do curso, mas que está só começando para além da sala de aula e se estenderá para a vida de cada um. Sei que a turma continuará multiplicando seu conhecimento e respeito à acessibilidade em outros espaço e situações. E isso me deixa feliz e orgulhosa pelo trabalho que realizamos.

Outro fato marcante em 2012 foi o dia em que um garçom de um bar que eu estava com uns amigos me reconheceu em função de uma reportagem que fizeram comigo na TV Assembleia (no programa Faça a Diferença, sobre meu trabalho na TVE). Ele disse que, em função da matéria, não deixava mais nenhuma cadeira no caminho. Passou a se preocupar com as pessoas com deficiência visual, que poderiam cair, se machucar com os obstáculos no caminho ou com as pessoas com dificuldade de locomoção, que também seriam prejudicadas.

Nessa reportagem (http://tresgotinhas.com.br/materia-no-programa-faca-a-diferenca/), minha colega Amanda Carvalho (produtora do Cidadania) falou que, em função de mim, ela passou a se preocupar em tirar as cadeiras da Redação da TVE que ficam no meio do caminho (para que eu não tropeçasse ou esbarrasse nelas). Fiquei imensamente feliz ao perceber que o depoimento da Amanda estava, de alguma forma, gerando uma mudança no comportamento de outra pessoa.

O fato de ter um funcionário preocupado com cadeiras no caminho naquele bar já estava fazendo a diferença na minha vida e na vida de outras pessoas que frequentassem o local. Uma pequena mudança, algo aparentemente banal, mas muito difícil de ser colocado em prática.

Quanto às cadeiras na Redação da TVE, talvez ninguém entenda porque eu esbarro tanto nelas e, ao mesmo tempo, consiga desviar de outros obstáculos aparentemente mais difíceis de serem notados. Mas essas cadeiras são pretas, colocadas sobre um piso preto. Ou seja, não há contraste nenhum com o chão. Elas não se destacam e acabam tornando-se invisíveis para mim. Para quem tem baixa visão essa questão do contraste é importantíssima.

Nesse ano de 2012 tive que conviver e caminhar todos os dias por entre essas cadeiras, desviar de obstáculos o tempo todo. Não podia simplesmente ficar braba e jogá-los no chão ou colocá-los onde eu quisesse, pois sabia que depois as pessoas os colocariam no caminho novamente. Nem tudo é fácil. Os obstáculos estão por toda a parte e todos precisam conviver com eles.

Embora eu defenda a acessibilidade em todos os ambientes, sei que o mundo está longe de ser um local ideal de se viver para qualquer pessoa, independentemente de ter ou não alguma deficiência. Então gostaria de terminar essa “retrospectiva” com um pensamento que remete ao título do Blog. Já que não podemos mudar o mundo todo de uma vez, quem sabe de gotinha em gotinha a gente consiga transformá-lo em um ambiente melhor, com mais amor, paz, respeito e sensibilidade!

E de gotinha em gotinha, o meu esforço está fazendo sentido, não só para mim, mas também na vida de outras pessoas. É por isso que eu agradeço a leitura, os comentários e o apoio de todos que compartilharam momentos bons e ruins comigo no ano de 2012, lendo e contribuído com esse blog. Que em 2013 surjam muitas e muitas histórias felizes para serem narradas aqui.

Um grande abraço com carinho, Mariana Baierle

7 Comentários

  • Salve linda amiga Mariana!
    saiba que uma das coisas mais agradáveis que aconteceram comigo neste ano que passou foi também (re)começar a trabalhar na TVE; e te conhecer. É muito bom trocarmos, atenção, carinho e idéias que nos aproximam mais cada dia que passa, numa tentativa de tornar toda a teoria que estudamos práxis. Que o sonho maior que nos une, o de ajudar a tornar este mundo mais acessível para todos, sem distinção, chegue logo, que possamos participar dele mais e mais a cada dia. bju, amada.
    Gladis Maia

  • Querida gladis!!!!!! Te digo o mesmo.. Vc tb é uma das pessoas mais importantes pra mim. Saiba o quanto te admiro, o quanto vc deixa os meus dias mais felizes!! QAhhh, é maravilhoso poder tomar café contigo todos os dias!! Fico mto triste qdo nao te encontro para aquele caezinho amigo.. ehehehe.. Grande bjo e um ótimo 2013 para todos nós!! =))))

  • Agora eu tb tive que me segurar para não chorar, e para conseguir ler o post todo. Espero que eu esteja presente em alguns momentos importantes (ou pelo menos 1) na retrospectiva de outro ano que esteja por vir. Você sempre me ensina muito. Bjs

  • Márcia Ilha Marques escreveu:

    Legal Mariana! Gosto muito dos encontros que a vida vai nos propiciando e em 2012 conhecer a ti, ao Felipe e a todos os colegas do curso foi um encontro e tanto.
    Um feliz 2013 pra ti! Abração!

  • Queridas Vanessa e Marcia!!!!!!!!!! Obrigada pelo carinho… Chegam as terças-feiras agora e eu sempre tenho a sesação de que está faltando alguma coisa…. Quero ir para sala do 5o andar da FACED! ehehehhe.. Quero revê-las!!!!! Vamos marcar um reencontro da turma =))))
    Obrigada pelo carinho. Um ano novo maravilhoso pra vcs!!!!!! bjaoo

  • Ronise D. Machado escreveu:

    Foi uma experiência ótima e rica estar num curso onde Felipe e tu foram os nossos profºs, nos passando outra perspectiva de sensibilidade às diferenças, ao respeito, a dignidade, a individualidade, etc.! Vão te chamar muito de professora ainda, pois és ótima em expressar teu conhecimento! Toda vez que piso num ambiente cultural me questiono se este é acessível a todos… tem muita coisa a ser transformada, mas como tu mesma disseste, de GOTA A GOTA se faz a mudança. É isso que importa! Tudo de bom em 2013 pra ti! Abção!

  • Karla Samanta escreveu:

    Ainda bem que eu insisti pra entrar no curso…rsrssrs Pra mim também foi especial!Somos o resultado do que vivemos e temos um pouco de cada um que por nós passou…Obrigada!!!
    Grande beijo

Deixe uma resposta

Seu email nunca é divulgado.Campos obrigatórios são marcados *