Arquivos por Etiquetas: acessibilidade

Festival de Cinema Acessível está chegando

O Festival de Cinema Acessível está de volta a Porto Alegre. A segunda etapa do Festival começa dia 8 de julho (sexta-feira), com “Se eu fosse você”, na sala Paulo Amorim da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736 – Centro Histórico). O Festival segue nos dias 29 de julho, com “Tropa de Elite 2” e 19 de agosto, com “O Palhaço”, sempre às 19h30 e com entrada franca. Haverá distribuição de senhas no local 1 hora antes de cada sessão.

Agende-se! Estão definidas as datas dos próximos filmes do Festival de Cinema Acessível

Já estão confirmadas as datas de exibição dos próximos filmes do Festival de Cinema Acessível, realizado pelo Som da Luz através da Lei Rouanet. O patrocínio é de Banrisul Consórcios, Badesul e IMEC Supermercado. No dia 8 de julho será a sessão de “Se Eu Fosse você”, 29 de julho será exibido “Tropa de Elite 2” e 19 de agosto é a vez de “O Palhaço”. Todos os títulos contam com audiodescrição, legendas e libras. As sessões são sempre nas sextas-feiras, às 19h30, na sala Paulo Amorim da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas. 736), com entrada franca.

Espetáculo Verde (In)tenso terá audiodescrição e libras

Verde (In)tenso retrata a gênese do gaúcho. A obra criada pelo GEDA mostra o pampa, o campo e a planície do Estado através da dança contemporânea, repassando a origem e caminhada do povo gaúcho. O espetáculo apresenta movimentos tensos com expressões que ajudaram a construir a identidade marcante do povo do Rio Grande do Sul. Lutas, crenças, rezas e ritmos se misturam neste espetáculo encenado pelos bailarinos Andrew Tassinari, Consuelo Vallandro, Fabiane Severo, Graziela Silveira, Miguel Sisto e Sahaj.

Escolas particulares questionam inclusão de alunos com deficiência

Escolas particulares devem aceitar alunos com deficiência? Conferederação que representa oos estabelecimentos de ensino privado no Brasil entra com ação de inconstitucionalidade no STF questionando pontos do Estatuto de Pessoa com Deficiência no que diz respeito à inclusão escolar.

O Sindicato do Ensino Privado do Rio Grande do Sul disse em nota que não faz parte da Confenen, mas que a posição da entidade nacional, manifestada em ação judicial, reflete a inquietação das escolas particulares gaúchas com relação aos desdobramentos da inclusão. A nota diz que isto porque coloca na escola privada a responsabilidade pela universalização do atendimento sem avaliar a questão da responsabilidade e dos custos./ O SINEPE/RS afirma ainda é a favor da inclusão, mas esta precisa ser feita de forma responsável para oferecer todas as condições que esses alunos merecem ter.